• White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Pinterest Icon
  • White Instagram Icon

© 2017 by #FalaPiloto.

Proudly created with Wix.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

Porsche Império GT3 Cup: As corridas

Fotos:  Porsche Império GT3 Cup

 

Cup -  Corrida 1

 

Largar na pole position e conquistar a primeira vitória na temporada em uma das pistas mais complicadas da temporada. A manhã deste sábado (3) não poderia ter começado melhor para Lico Kaesemodel, afinal, ele obteve seu primeiro triunfo na Porsche Império GT3 Cup em 2017.

Atual campeão da categoria, Lico vivia um jejum neste ano. Na primeira corrida da temporada, em Curitiba, chegou a ficar com a pole, mas o triunfo não veio. Em Interlagos, foi o segundo colocado na disputa inicial e acabou punido depois de receber a bandeirada da corrida 3 em primeiro. Agora, no interior de SP, a seca finalmente acabou.

 

Na categoria Sport,  a vitória ficou com Marcel Visconde (oitavo no geral). Enquanto isso, Dario Giustozzi terminou com o triunfo na Máster (décimo no geral).

 

O fato de largar na primeira colocação em um circuito com poucos pontos de ultrapassagens ajudou. Afinal, Lico se manteve na liderança na largada, enquanto Rodrigo Baptista, Miguel Paludo, Ricardo Baptista e Adalberto Baptista lutavam pelas outras posições. Paludo e Ricardo até chegaram a deixar Rodrigo para trás, mas logo o então líder do campeonato se recuperou e retomou o segundo lugar.

 

Já Adalberto sofreu com diversos problemas: rodou duas vezes na pista e, em seguida, abandonou com problemas no carro #10.

Se a briga foi intensa pelas primeiras colocações, o mesmo pode ser dito das disputas na zona intermediária.  Tom Valle e Maurizio Billi batalharam pelo segundo lugar da Máster, com Billi sempre na frente. Até que na 11a volta, Valle deixou o adversário para trás.

Enquanto todos imaginavam um fim de prova sem disputa pela liderança, Rodrigo Baptista e Miguel Paludo decidiram ir para cima de Lico Kaesemodel. Na última volta, Rodrigo até tentou colocar o carro de lado para ultrapassar. Mas não conseguiu. Festa para Lico, com sua primeira vitória neste ano.

 

Cup - Corrida 2

 

JP Mauro e Pedro Queirolo sustentaram as duas primeiras posições, com Constantino Jr a seguir.

 

Rodrigo Baptista arriscou por fora o contorno da primeira curva e chegou a assumir o quarto lugar, mas acabou escapando a seguir. Paludo passou em quarto, com Lico em quinto. Em oitavo, Marcel Visconde liderava na Sport, em nono, Tom Valle era o melhor da Cup Master.

 

JP era muito pressionado por Queirolo na volta 3 e este por Constantino e Paludo a seguir.

 

Rodrigo se recuperou depois de cair para 12o na primeira volta e já aparecia em nono na volta 5.

 

JP perdeu rendimento na saída da curva 1 na volta 9 e foi ultrapassado por Queirolo e Constantino. Mas o carro #13 acabou rodando após contato com o #00, que assumiu a dianteira –em incidente que depois da prova renderia 20s de punição ao bicampeão.

 

Na volta 10 Rodrigo tentou passar Tom Valle e os carros se chocaram. Ambos tentariam seguir na prova, em vão. Pior para o competidor do carro #3, que ainda foi punido com a perda de 10 posições no grid da próxima corrida em que participar.

 

Paludo assumiu a vice-liderança na volta 11, instantes antes de a bandeira vermelha ser acionada para resgate do carro #44, capotado após contato com o #99, que vinha lento com a roda dianteira direita danificada.

 

Os carros foram reposicionados com a ordem do término da volta 9 para relargada: Constantino Jr, JP Mauro, Paludo, Lico e Werner no top5. Em 12o, Marcio Mauro era o primeiro na Master, enquanto Marcel Visconde, em nono, era o melhor da Cup Sport.

 

Após duas voltas em bandeira amarela, a prova foi reiniciada para um sprint de 5 minutos mais uma volta.

 

Não faltou adrenalina.

 

Paludo tentou passar JP por fora na curva 1, mas escapou. Melhor para Werner e Lico. A seguir Lico e JP se tocaram –em manobra que renderá a perda de três posições no grid para JP na próxima etapa . Melhor ainda para Werner, que subiu para segundo lugar.

 

Na volta 14 Paludo passou Werner no fim da reta dos boxes, em preciso mergulho por dentro.

Na penúltima volta, Marcio Mauro rodou ao defender a liderança da Master contra Maurizio Billi. Lico se aproveitou e avançou de décimo para nono.

 

Constantino recebeu a bandeirada em primeiro, mas foi contido na comemoração porque sabia que havia atrapalhado a corrida de Queirolo.

 

Paludo, Werner, Ricardo Baptista e Marcel Visconde e Queirolo preencheram o top 5 após o julgamento da prova. Com o resultado Marcel venceu na Sport. Em oitavo, Billi ficou com o primeiro lugar na Master.

 

Challenge

 

Está difícil encontrar alguém para superar Marçal Müller. Pela terceira corrida seguida, em três disputadas no ano, o estreante gaúcho venceu.

 

Com o resultado, o competidor segue dominante na liderança do campeonato, com todas as vitórias, todas as poles e a liderança em todas as voltas neste ano.

 

Na categoria Sport, a vitória ficou com Rouman Ziemkiewicz, quinto colocado no geral. Pedro Costa, o segundo na categoria, permanece na ponta da divisão de entrada.

 

Se largar na pole position no Velo Città é muito importante, Marçal cumpriu bem seu papel. Marcou o melhor tempo na sexta-feira e segurou a ponta até o fim da prova deste sábado. A largada, talvez, até tenha sido mais complicada do que ele esperava, já que Eloi Khouri foi para cima e tentou a ultrapassagem logo na primeira curva, mesmo por fora. Não deu certo.

Após esse sufoco, o líder do campeonato não teve mais dificuldade. Apenas manteve o bom ritmo para conquistar mais uma vitória após 17 voltas.

 

Enquanto isso, da segunda colocação para trás, não faltou disputa.

 

Logo nos primeiros metros da corrida, Marco Billi rodou e foi parar no gramado. Assim como Odair do Santos e Marcus Peres, que se chocaram.

 

Sem se envolver em toda essa disputa, Rouman Ziemkiewicz se segurou no quarto lugar, o que garantiu a vitória na classe Sport – não sem emoção, com uma quase escapada na penúltima volta.

 

 Enquanto os dois vitoriosos não tiveram muita dificuldade na corrida, a disputa pela segunda colocação da prova foi intensa e só definida na 15a volta. Após lutar pela ponta logo na primeira curva, Eloi perdeu o segundo posto para Marcus Vario. Batalha encerrada? Que nada.

 

Os dois pilotos lutaram intensamente pela vice-liderança. Até que nos momentos finais, Eloi se aproveitou de um vacilo do adversário para assumir o segundo lugar. Mas por ter tocado o ítalo-panamenho na disputa, acabou punido em 20 segundos após o fim da corrida, caindo para sétimo. Melhor para Vario, que herdou a posição. Tom Filho, em terceiro, Rouman e Pedro Costa completaram o pódio.

 

Já no pódio da Sport a animação era plena: incentivados pela alegria de Paulo Totaro, todos festejaram o esforço de Rouman para vencer pela primeira vez.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

@FALAPILOTO
TAGS
Please reload

ARQUIVO
Please reload